Como seleccionar um tapete adequado

 

Footprints
A escolha de um tapete adequado deve ter em conta vários aspectos, o primeiro dos quais é o local para onde se destina o tapete. O local, o espaço, a intensidade do tráfego de pessoas e a decoração são factores coligativos importantes nesta decisão.
O local: exterior ou interior?
Multisolo-persoanlizado  Em primeiro lugar há que perceber se é exterior ou interior a um edifício, estabelecimento, escritório ou casa. Este é um parâmetro base para a determinação das características do tapete a seleccionar. Questões como a sua composição e estrutura estão directamente relacionadas com a função do tapete. Um tapete para exterior constitui sempre uma primeira "linha de defesa", perdoem-me a liberdade de expressão. O seu objectivo é, acima de tudo, impedir que detritos, sedimentos e águas entrem no interior do imóvel ou instalação. Deverá ser resistente a UV e manter estabilidade de cores não obstante estar sujeito à persistente incidência de raios solares e chuva; não deverá ser facilmente deteriorável face a variações climatérias e ambientais correspondentes às diferentes estações do ano; deve constituir uma barreira eficaz à passagem de detritos, sedimentos e água para o interior. A sua função é fundamentalmente constituir uma primeira linha de protecção dos pavimentos no interior. Finalmente deve ser facilmente lavável e de secagem rápida para que o processo de manutenção não seja moroso e obrigue à colocação de um tapete de substituição, menos eficaz. Sendo transversal a estas características, o aspecto estético não deve ser negligenciado.
Tapete-Cairo (2)  Um tapete para interior constitui uma segunda linha de defesa e destina-se a eliminar detritos e sedimentos incrustados nas solas do calçado e a captar a humidade remanescente em dias de chuva. Tive um tapete em cairo na entrada de minha casa. Por muito que esfregasse os sapatos no tapete os carimbos de água no soalho da casa eram sempre abundantes. A água misturada com os resíduos deixava frequentemente a pegada a negro no soalho flutuante. Porque é que isto acontecia? Porque um tapete feito em cairo não é adequado como primeira linha de defesa e, além disso, faltava-me a segunda. A fibra cairo á obtida a partir do pericarpo do coco e pode ter entre 13 a 35 cm. É uma fibra bastante resistente, filiforme de secção achatada. É, por isso muito utilizada no fabrico de escovas, cordas e tapetes. Pese embora essa adequabilidade a fibra cairo parte com facilidade, não é absorvente, não desenvolve atrito suficiente e não é texturizada. Se condiderarmos que frequentemente os pavimentos levam um acabamento protectivo e estático, como cera, por exemplo, os efeitos podem ser ainda mais nefastos se não se tiver o devido cuidado. Num caso extremo podemos acabar com um soalho como o da imagem abaixo.
Flutuante-danificado  A colocação de um tapete no átrio de entrada de qualquer imóvel, seja em casa ou na entrada de um condomínio, área comercial, etc., é uma necessidade absoluta para a protecção do pavimento dos interiores e manutenção da higienização do local. O soalho flutuante não deve estar sujeito a humidades, mesmo sendo hidrófugo. A pedra, normalmente não protegida, absorve a água, favorecendo o aparecimento de colónias de bactérias, e é riscada por sedimentos e detritos, o que abre mais poros e amplifica o problema da absorção de águas, além de danificar a pedra, embaçá-la roubando-lhe a beleza natural. O ladrilho cerâmico, embora mais resistente, também pode sofrer riscos e perder a protecção contra agentes contaminantes.
pavimento-encardido  É, portanto, fundamental a colocação de um tapete à entrada como segunda linha de defesa. Mas que características funcionais deverão ter estes tapetes? A resposta já foi praticamente dada quando abordei os tapetes em cairo. Deve ser um tapete que desenvolva atrito suficiente para remover partículas e sedimentos incrustados na sola; ter capacidade de absorção de água, devendo ser texturizado. A água acumula-se por tensão superficial nos espaços entre as fibras, o mesmo acontecendo com sedimentos; ser antiderrapante para que não se desloque quando pisado; deve ser facilmente lavável e de secagem rápida; finalmente, não deve deixar que os detritos, sedimentos e água que captura passem para o espaço entre o pavimento e o tapete. Tudo o que se acumular aí irá acelerar a erosão da pedra, soalho ou cerâmica. A água é uma fonte de colónias de bactérias e os sedimentos riscam a superfície dos pavimentos sempre que alguém pise o tapete.
  
Abordemos agora decisões sobre o tamanho, direccionamento e posicionamento do tapete, considerando um factor de importância primordial:

não deixe que o primeiro tapete na sua casa, loja ou prédio se pareça com algo que já lá estava e não pode fazer nada para o trocar. Depois de horas e euros investidos na decoração de um qualquer espaço, um bom e bonito tapete é como a cereja no topo do bolo. Qual a melhor forma? Que tamanho? Que cores? Que design?

Use algum tempo na selecção do tapete mais adequado ao espaço. Assegure-se de que todos os elementos decorativos e utilitários estão no local e, então, faça a medição do espaço disponível para encontrar a dimensão ideal do tapete. Embora existam por vezes algumas limitações a esta etapa de selecção do tapete, ela é fulcral e deve ser executada sempre que possível. Um impedimento bastante frequente está directamente relacionado com a arquitectura do espaço quando abordamos átrios de entrada de edifícios:   Tapete-e-o-espaco
    
Tapete-encastrado   é muito frequente os construtores fazerem uma moldura no pavimento para encastrar o tapete. Embora a intenção seja válida pois permite colocar o tapete interior mesmo junto à porta de entrada sem que constitua um impedimento à abertura da mesma – geralmente abrem para dentro – coloca uma séria limitação à escolha e obriga frequentemente a comprar tapetes de dimensões não standardizadas, mais dispendiosos.

O tapete não deverá apenas concordar bem com o espaço (quanto maior for mais acolhedor será o espaço) como deverá ser de Limpeza fácil uma vez que a entrada é sempre uma área de tráfego intenso. Não é adequado um tapete de pelo alto. Deve reflectir o seu estilo, dando aos visitantes uma pista do carácter e personalidade da decoração do espaço mal passem pela porta.

Demonstre a sua personalidade sem limitações e faça com que visitantes se sintam bem-vindos com um tapete arrojado e agradável.

   

Este tapete oferece um gritante contraste com o pavimento monocromático branco e preto e torna-se, por isso, o foco de um hall sem qualquer outra peça decorativa ou de mobiliário. Dificilmente uma peça de mobiliário poderá imprimir uma nota tão gritante de cor e personalidade como um tapete. Note-se as dimensões: é mais largo que a porta. É importante que assim seja porque, como já vimos, a entrada de qualquer estrutura habitacional, comercial ou administrativa é uma área de tráfego intenso por excelência e, em primeiro lugar, queremos proteger o pavimento das agressões e, em segundo, não queremos que as pessoas que se cruzam em circulação tropecem nos bordos do tapete.

Se a entrada tiver dimensões mais reduzidas o tapete deve oferecer um contraste no tamanho e no padrão. Este pequeno truque fará com que visitantes tenham a sensação de espaço num ambiente restrito. Em geral acaba por se ter mais opções com tapetes grandes. Coloque-lhe uma forma geométrica grande que engane a vista e leve a pensar que o espaço é grande. Eis alguns exemplos:

 
 Tapete-keep-calm-and-carry-on

 

 Geometric-shape-rug6

 

 Decoração vs. Função

 
 

 Tapete-bem-vindo-quem-vier-por-bem

 
Para além de decorativos – enquanto verdadeiras "obras de arte" conferem vida instantânea a qualquer espaço – os tapetes têm várias funções práticas: aquecem e são aconchegantes, escondem eventuais defeitos no chão, abafam ruído, protegem o chão de riscos, são fáceis de armazenar (ocupando pouco espaço), de transportar para outra divisão ou outra casa, na hora da mudança. Devem ainda oferecer a possibilidade de uma limpeza e secagem fáceis.

 Formatar os tapetes

 
 

 Tapete-runner

 
Saia da caixa! Para além dos tradicionais tapetes quadrados e rectangulares, os tapetes redondos e ovais têm ganho cada vez mais destaque enquanto peça de decoração que, estrategicamente pousada no chão, tem um resultado surpreendente. Igualmente inovadores são os runners, tapetes estreitos e compridos para animar espaços mais comprimidos. Experimente vestir o seu chão com formatos originais!

 Cores no chão

 
 

Elemento chave de qualquer ambiente, as cores dos tapetes devem ter rapport com a restante decoração, ou seja, devem conter pelo menos uma das cores neutras presentes nas paredes ou nos têxteis da divisão, a não ser que o objectivo seja precisamente o contraste, situações em que o tapete assume o papel principal na decoração do espaço. Há que ter muito cuidado nos contrastes para que não pareça o tal tapete que não queremos deitar fora e utilizamos na entrada da casa.

 
 Decoracao-minimalista-e-os-tapetes

Obviamente que, dependendo da sua localização, os tapetes claros vão sujar-se mais fácil e frequentemente do que tapetes escuros. No entanto, a opção por determinado tom tem ainda outras vantagens: um tapete escuro pode funcionar como um excelente ponto focal, ora num espaço de grandes dimensões, ora num espaço com detalhes arquitectónicos menos agradáveis; um tapete claro, por sua vez, cria a ilusão de espaço. Os nossos tapetes resolvem esse problema pois não sujam com facilidade e são fáceis de limpar sem que isso os danifique. Saiba mais aqui.

 
 Tapete-contrastante

 Dimensionar um tapete

 
 

Actualmente, não é difícil adquirir um tapete com medidas personalizadas, no entanto, saiba que para determinar o tamanho máximo que um tapete possa ter numa determinada divisão, deve existir pelo menos 90 cm em toda a volta, criando assim uma espécie de moldura entre o tapete e as paredes. Consulte-nos e veja as gamas de tamanhos que lhe podemos oferecer. Clique aqui!

Parece óbvio que os valores para esta moldura esbater-se-ão em divisões com áreas reduzidas. O essência que interessa registar é que devem ser mantidas e respeitadas proporções que evitem sobreposições de peças de mobiliário com o tapete ou, no extremo oposto, não façam parecer que o tapete encolheu!

 
 Keep-calm-&-carry-on

 Personalize ao seu estilo

 
 

 Tapete-RL-SGL

 
Idealize o que pretende para o tapete que vai colocar no espaço em questão. Se é um espaço comercial, um consultório, escritórios, grite o nome da sua actividade, coloque-lhe o seu logotipo em grande, adicione uma qualquer frase de acolhimento e crie com este simples toque um espaço em que as pessoas se sintam bem acolhidas. Recorde: quanto maior o tapete mais acolhedor o espaço, mas não exagere! Ou faça-o, se o exagero é intencional!

Se é à entrada de sua casa, no patim do andar, no átrio, recorde-se que quer dar um "arzinho da sua graça", um toque de personalidade e escolha um tema. Pode conjugar formas e cores com frases de acolhimento, algo ousado, jovial. O limite é a sua imaginação.

Se pretende personalizar a entrada do condomínio onde habita dando-lhe um toque de distinção, idealize um tapete que faça referência ou ao condomínio, ou ao edifício – muitas vezes os imóveis têm um mote – ou ao local onde está implantado.

 Orientação do tapete

 
 

Em regra toda a gente idealiza um tapete colocado numa orientação transversal ao do sentido da circulação. Nunca percebi porque isto acontece. Por outro lado, acho que até entendo quando a selecção do tapete é feita pelo preço num supermercado ou bazar. São, normalmente objectos que se consideram úteis mas disfuncionais no âmbito da decoração do espaço. Logo, deve ser o menos conspícuo possível. De preferência que nem se dê por ele. Ora aqui é que começa o dilema da selecção de um tapete. Se se pretende que passe despercebido ele deixará de cumprir com o seu objectivo. Ninguém se vai lembrar de esfregar as solas dos sapatos em algo que nem se vê ou é tão "pobre" e pequeno que nem se nota que lá está. Já se questionaram porque quase ninguém se lembra de esfregar as solas dos sapatos nos tapetes antes de entrar em qualquer espaço? Isso mesmo! O tapete passa pura e simplesmente despercebido!

 

 
 Orientacao-do-tapete

 Footprintsinv

O tapete deve afirmar: estou aqui, utiliza-me. Aí está uma excelente frase para colocar num tapete, não vos parece? É em simultâneo assertivo e jovial. E cumpre com o objectivo. Ninguém vai deixar de esfregar os sapatos naquele tapete! Nem que seja pela graça. Entretanto, o efeito psicológico foi cumprido.

Assim, a orientação do tapete no sentido longitudinal ao da circulação tem várias vantagens:

1- Se se pretende que o tapete seja notado nada melhor que fazê-lo ocupar o nosso campo de visão;

2- Se se pretende que as solas dos sapatos sejam realmente libertas de contaminantes que podem danificar o soalho ou pavimento do local, nada melhor que fazer com que as pessoas circulem sobre ele.

O que me leva ao ponto seguinte: o dimensionamento do tapete.

Dimensões do tapete

Para facilitar a exposição procederei à explicação de como dimensionar um tapete por coordenadas. Comecemos pela coordenada das ordenadas, ou seja o eixo X ou largura, para simplificar:

A largura do tapete deve ser ligeiramente maior que a abertura da porta, isto é, que a distância entre as ombreiras da porta. É óbvio que nada impede que seja ainda maior. Abordo a questão pelas medidas mínimas. A razão desta medida básica parece-me óbvia. Se o objectivo do tapete é impedir que detritos, lixos, sedimentos ou água entrem dentro das casas ou estabelecimentos há que criar barreiras que garantam esse fim.

Um tapete assim dimensionado impedirá que pedras, sedimentos e detritos possam penetrar no interior das estruturas arquitectónicas. Da mesma forma, cotão e outros lixos transportados por correntes de ar são impedidos de penetrar pois ficam presos por tensão superficial nas fibras do tapete.

Na coordenada das abscissas ou no eixo Y ou comprimento:

O comprimento do tapete deve ser o maior possível permitindo que quem por ele circule possa dar, no mínimo, dois passos. É claro que esta não é uma questão pacífica se considerarmos que os espaços disponíveis nem sempre comportam tapetes de grandes dimensões ou, se comportam, estes podem tornar-se obsessivos, demasiado grandes para a área imprimindo o efeito contrário ao ideal, ou seja, a impressão de o espaço ser mais reduzido do que na realidade é. É uma questão de equilíbrio estético. Portanto, o tapete deve ser tão comprido quanto possível sem cair no exagero e sempre em função do espaço onde se vai integrar.

Na prática falamos de um comprimento ideal de dois metros, para mais e não para menos. Mas se o espaço só comporta um metro e meio, que seja! Por vezes os átrios de entrada são locais de paragem temporária para as pessoas cumprirem com formalidades e despirem a roupa de exterior. É inevitável que dêem pequenos passos sobre o tapete limpando as solas dessa forma.

Agora que já tem uma ideia do que fazer porque não conceber o seu próprio tapete e solicitar-nos uma proposta? Garantimos a originalidade do seu tapete. O seu conceito jamais será repetido ou reproduzido. Podemos sugerir-lhe os nossos conceitos mas sem garantias de que tenha uma peça única, sua.

Veja também Vantagens de um bom tapete

Faculte-nos já o seu logo e/ou conceito. Executá-lo-emos!

 

 

Este artigo é propriedade do seu autor e para uso da RL-SGL. Pode ser utilizado por terceiros desde que sejam respeitados os direitos de autor. Para informação mais detalhada sobre os aspectos da prevenção, limpeza  e manutenção em pavimentos, visite o nosso website http://www.rljordaodomain.com

Contacte-nos e exponha-nos o seu problema. Encontraremos uma solução.

Achou este artigo útil? Gostaria de ler mais sobre outros temas relacionados?

Faça o seu comentário ou sugestão.comment