Colocação de relva sintética

logo

A MELHOR RELVA DO MUNDO A SEUS PÉS! 

relva-sintetica-esquema2

A seleção da relva perfeita é usualmente a primeira e mais importante decisão, seja para utilização desportiva, de lazer, ou simplesmente para fins ornamentais ou paisagísticos. requer ponderação. O processo de seleção requer ponderação cuidadosa para determinar qual a melhor relava a instalar, isto é, quais os atributos são os mais adequados para o tipo de utilização do relvado. A frequência de utilização, o tipo de utilização – desporto ou lazer - , que desporto ou desportos vão ser praticados sobre o relvado, orientação do “correr” da relva, aparência e a longevidade desejada, são os principais fatores a determinar para uma seleção criteriosa. A conjugação destes critérios de programação determinará a altura de pelo, o material constituinte das fibras, a capacidade para utilizações desportivas, bem como a determinar a sua instalação e exigências de manutenção. 

relva-sintetica-sample

PORQUE DEVE OPTAR POR RELVA SINTÉTICA:

1- PORQUE É UM INVESTIMENTO RECUPERÁVEL EM POUCO TEMPO

2- TEM UMA DURABILIDADE DE 10 OU MAIS ANOS. COM A OPÇÃO CERTA É ADEQUADA PARA UTILIZAÇÃO INTENSIVA E AGRESSIVA.

3- VERSÁTIL. ADAPTA-SE A QUALQUER SITUAÇÃO PAISAGÍSTICA. PODE SER COLOCADA EM TORNO DA PISCINA, NO JARDIM, NA COBERTURA DE IMÓVEIS, INTERIOR E EXTERIOR. UM SEM-FIM DE APLICAÇÕES. A IMAGINAÇÃO É O LIMITE!

4- VERDE PERMANENTE TODO O ANO. MUITAS DAS NOSSAS REFERÊNCIAS IMITAM O CICLO DE VIDA DA RELVA NATURAL, IMPRIMINDO UM ASPETO AINDA MAIS PRÓXIMO DA RELVA NATURAL. GARANTIDA CONTRA UV.

5- PRATICAMENTE SEM MANUTENÇÃO. BASTA UMA LAVAGEM PERIÓDICA COM MANGUEIRA E UM "PENTEAMENTO" SAZONAL.

6- RESPEITA OS PRINCÍPIOS DE SUSTENTABILIDADE. NÃO NECESSITA DE REGA NEM TRATAMENTOS COM PESTICIDAS E FERTILIZANTES. É TOTALMENTE RECICLÁVEL EM FIM DE VIDA E NÃO-TÓXICA.

 

relva-sintetica-esquema
 VEJA AS NOSSAS OFERTAS, COMPARE COM A CONCORRÊNCIA E PEÇA-NOS UMA COTAÇÃO. AS NOSSAS RELVAS SÃO SEMPRE A MELHOR OPÇÃO!  
PARA COTAÇÃO CLIQUE AQUI!  back home